Médicos da Costa Rica

De vez em quando, somos confrontados com o país real. Todos nós sabemos que Portugal tem falta de médicos. Enquanto o país não aceitar candidatos a medicina com média de 17,45, vai ser obrigado a contratar médicos em outros países do mundo para garantir o acesso de todos os cidadãos aos cuidados mínimos de saúde. Perante este quadro, o Ministério da Saúde foi contratar 9 médicos à Costa Rica que, entretanto, estão desde o mês de Maio a receber 1800 € e sem poder exercer a sua actividade, por causa de um documento de reciprocidade que, supostamente, deverá ser emitido pela Ordem dos Médicos da Costa Rica. Independentemente das razões subjacentes, o Estado Português já gastou 64800 € do dinheiro de todos nós, sem que a população esteja sequer a ser beneficiada. A Ordem dos Médicos disse que está à espera de uma carta de reciprocidade, no sentido de permitir que os médicos portugueses possam trabalhar na Costa Rica. O argumento não deixa de ser caricato, pois parece que Portugal tem muitos médicos a migrarem para a Costa Rica! Segundo os registos do Consulado, não existe nenhum médico português a exercer na Costa Rica. Enquanto o Estado e as organizações corporativas brincam à burocracia, vão lixando (umas vezes por acção, outras por omissão) este povo que se diz de brandos costumes. No final do processo, ficamos sem saber quem foi o responsável.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cabo Verde, um percurso de esperança

Slow Ferry e o enguiço do Estado

A lei dos mais fortes...Conhecem um tal Abreu Freire?