Transportes públicos no Concelho de Ponta Delgada

Falando dos transportes públicos, parece-me que definitivamente o transporte também é um problema regional. A senhora Maria tem 45 anos, reside nos Arrifes e não tem carta de condução nem viatura própria. Desempregada, e depois de muita procura, foi contratada para trabalhar num restaurante em Ponta Delgada, cujo horário de saída seria por volta das 23 horas. Teve, no entanto, de recusar porque o último autocarro disponível para a zona dela é às 19h00. Acredito que este défice de oferta ao nível dos transportes públicos em Ponta Delgada, nomeadamente à noite, tem um forte impacto na empregabilidade de muitas pessoas que não têm viatura própria. Vale a pena, por isso, tentar encontrar outras alternativas e conhecer a dimensão deste problema no concelho, de forma a perceber se estamos perante um constrangimento de impacto residual.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cabo Verde, um percurso de esperança

Slow Ferry e o enguiço do Estado

Fine coliving in the Azores