transportes marítimos

Criar as condições que possam potenciar o conhecimento das várias ilhas da região por parte dos jovens para além de ser saudável, acarreta um extraordinário ganho cultural e económico. Assim, todas as medidas que tentem alcançar este propósito são positivas e o cartão inter-jovem, associado ao dinamismo que se criou à volta do projecto, merece o nosso aplauso. No entanto, julgo que se impõe algum equilíbrio. Um jovem, portador do cartão inter-jovem (13-30 anos), paga em todas viagens 10 € e os indivíduos com mais de 65 anos pagam 12 €. As pessoas que estão na faixa etária entre os 31 e os 64 anos pagam dez vezes mais, ou seja, 100 € (para um bilhete no percurso SMG/Ter/SMG). Uma criança entre os 3 e os 12 anos paga 50 euros, 5 vezes mais do que um portador do cartão inter-jovem. Parece-me uma discrepância exagerada e que merece ser corrigida.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cabo Verde, um percurso de esperança

Slow Ferry e o enguiço do Estado

Fine coliving in the Azores