Os espíritos irrequietos 1

Uma boa notícia para Portugal e para os Açores veio de uma cidade francesa. Um jovem, natural dos Açores, foi escolhido para director criativo da Lacoste. Filipe é um dos milhares de jovens portugueses que foram procurar noutras latitudes novas oportunidades. A emigração portuguesa na actualidade é um tema tabu apesar dos milhares de portugueses que anualmente saem do país. A generalidade das investigações comprova que são as sociedades de acolhimento que mais ganham com os fluxos migratórios; os de partida ganham as remessas e algum sentimento patriótico quando algum dos seus vence lá fora. O movimento de pessoas é salutar e globalmente ganhamos com esta troca. O problema pode ser outro: é quando um país não consegue, ao contrário do que seria expectável (como é o caso de Portugal), fazer com que os melhores possam encontrar oportunidades para crescimento e de afirmação.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cabo Verde, um percurso de esperança

Slow Ferry e o enguiço do Estado

Fine coliving in the Azores