Funcionária da Junta de Freguesia de Benfica acusa presidente de racismo, autarca nega

olhos

Lisboa, 29 Jul (Lusa) - Uma funcionária da Junta de Freguesia de Benfica acusa o presidente de racismo e de proibir conversas em crioulo nas instalações, mas o autarca alega que se trata de "especulação política" e admite instaurar um processo disciplinar por difamação.ugal

O meu comentário: Portugal é um país plural e desde que falar a língua materna não está a interferir com o normal desenrolar no trabalho não vejo, sinceramente, qual é o problema. A pluralidade tem que ser vivida e este Presidente de Junta merece reformar.

Comentários

Anónimo disse…
Isso é ilegal e anticonstitucional.

Esse senhor Domingos é um racista sobejamente conhecido das autoridades superiores portuguesas. O problema é que essas mesmas instituições portuguesas nada fazem!

Portugual està cheio de senhores Domingos, e como tenho denunciado, ha muito racismo contra portugueses pretos filhos de caboverdianos, angolanos etc.

Ha também racismo contra os imigrantes caboverdianos, angolanos etc . Os ucranianos que são brancos, mas chegaram ha dias em Portugal, ja são mais respeitados do que os proprios portugueses pretos, somente porque são brancos.

O problema é que os doutores, engenheiros caboverdianos e angolanos etc, não denunciam abertamente este racismo porque têm medo de perderem os empregos;

ps VER DEBATE NO EXPRESSO DAS ILHAS
Anónimo disse…
Isso é ilegal e anticonstitucional.

Esse senhor Domingos é um racista sobejamente conhecido das autoridades superiores portuguesas. O problema é que essas mesmas instituições portuguesas nada fazem!

Portugual està cheio de senhores Domingos, e como tenho denunciado, ha muito racismo contra portugueses pretos filhos de caboverdianos, angolanos etc.

Ha também racismo contra os imigrantes caboverdianos, angolanos etc . Os ucranianos que são brancos, mas chegaram ha dias em Portugal, ja são mais respeitados do que os proprios portugueses pretos, somente porque são brancos.

O problema é que os doutores, engenheiros caboverdianos e angolanos etc, não denunciam abertamente este racismo porque têm medo de perderem os empregos;

Underdoglas

ps VER DEBATE NO EXPRESSO DAS ILHAS

Mensagens populares deste blogue

Cabo Verde, um percurso de esperança

Slow Ferry e o enguiço do Estado

A lei dos mais fortes...Conhecem um tal Abreu Freire?