Praia, uma agradável supresa


Tive a oportunidade de estar durante alguns dias nas festas da Praia da Vitória e confesso que foi uma agradável surpresa para mim, facto que, também, vem comprovar a riqueza cultural e etnográfica das ilhas açorianas. Uma reprodução impecável da “Belle Époque”, desde trajes aos modelos que viveram aquilo de forma intensa, a conjunção entre a tradição local e a modernidade, a gastronomia das várias regiões do país, são alguns dos aspectos que merecem uma nota positiva.
Estamos familiarizados e até achamos perfeitamente normal que nessas festas populares sirva a máxima “tudo ao molho e fé em Deus”. Na Praia, tive a oportunidade de constatar que as coisas acontecem de forma diferente e com muita classe. Gostei.
No Verão, acontecem tantas coisas nos Açores, sendo que a tarefa mais difícil é optar. No entanto, e sem tirar a pertinência dessa várias iniciativas que ocorrem no verão, tenho a percepção de que noutras épocas do ano, a malta fica a ver navios. Por isso, vale a pena tentar reequilibrar essas iniciativas para o resto do ano, privilegiando uma melhor redistribuição para as outras épocas.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cabo Verde, um percurso de esperança

Slow Ferry e o enguiço do Estado

Fine coliving in the Azores